Fone: (48) 3223-4647 Email: apoio@apoiocomunicacao.com.br

Campanha Setembro Amarelo 2017 teve ações em 27 cidades de SC

Publicada por em 03/10/2017

Médicos associados na Associação Catarinense de Psiquiatria (ACP) participaram das atividades

A quarta edição da Campanha Setembro Amarelo, campanha mundial de prevenção ao suicídio,  promovida pela Associação Catarinense de Psiquiatria (ACP) em Santa Catarina, teve bons resultados em 2017. Médicos psiquiatras associados na ACP participaram de ações em 27 cidades catarinenses.  

Entre as atividades desenvolvidas, a ACP promoveu capacitações para os profissionais da saúde, informando como prosseguir e como diagnosticar pacientes em situação de risco, com maior propensão a cometer suicídio, e como encaminhar para tratamentos e demais ações de prevenção. Também foram realizadas palestras e caminhadas pela Valorização da Vida. Em Florianópolis, mais de 100 pessoas vestiram amarelo e participaram do ato no domingo, dia 10 de setembro, na Beira-Mar Norte.

O objetivo principal do Setembro Amarelo é trazer à tona a discussão sobre suicídio, diminuir o estigma que pesa sobre o tema e que, muitas vezes, acaba dificultando a busca de ajuda profissional.

“Suicídios são mortes potencialmente evitáveis. Nossa sociedade precisa mudar a realidade atual de que 800 mil pessoas morrem por suicídio a cada ano e ele é a segunda causa de morte entre pessoas de 15 a 29 anos segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS)”, destaca a presidente da ACP, Lilian Lucas.

Pelo menos 90% dos casos estão associados a um transtorno psiquiátrico e a principal forma de prevenção é o tratamento dessas condições - e a conscientização das pessoas: falar sobre suicídio salva vidas.

“Infelizmente, muitas pessoas e até trabalhadores de saúde ainda temem, equivocadamente, que se perguntar a alguém se pensou em suicidar-se poderá impulsioná-lo a este ato. Além disso, a própria pessoa e os que a cercam tem dificuldade de reconhecer sintomas de depressão (patologia mais frequentemente ligada ao suicídio) e outros transtornos mentais e buscar ajuda médica”, explica a médica.

A Campanha Setembro Amarelo tem como realizadores a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e o Conselho Federal de Medicina (CFM). Em Santa Catarina as atividades foram realizadas nas cidades de: Antônio Carlos, Araranguá, Balneário Camboriú, Biguaçu, Barra Velha, Bombinhas, Blumenau, Braço do Norte, Capinzal, Concórdia, Criciúma, Florianópolis, Garopaba, Grão Pará, Itajaí, Jacinto Machado, Jaraguá do Sul, Joinville, Meleiro, Orleans, Palhoça, Rio do Sul, São José, Sombrio, Tijucas, Tubarão e Turvo.

 “O sucesso da campanha vai depender diretamente do engajamento da sociedade civil, nos ajudando a divulgar os principais sinais de alerta, os fatores de risco, as formas de prevenção e, principalmente, no combate ao estigma relacionado aos transtornos psiquiátricos – isso é fundamental”, completa o psiquiatra associado na ACP e vice-coordenador da Campanha, Alexandre Paim Diaz.

 

>> No link a Cartilha: “Suicídio – Informando para prevenir”

http://www.flip3d.com.br/web/pub/cfm/index9/?numero=14


  Voltar para notícias