Fone: (48) 3223-4647 Email: apoio@apoiocomunicacao.com.br

McDonald’s comemora empregabilidade e inclusão profissional no Dia Nacional da Luta PCD

Publicada por em 20/09/2017

Rede possui cerca de 20 pessoas com deficiência atuando no estado de Santa Catarina

Um dos principais focos do McDonald’s é a inclusão social e, no Dia Nacional da Luta das Pessoas com Deficiência, comemorado neste 21 de setembro, é importante destacar o cuidado e o respeito que a empresa tem quando se fala em diversidade. Em Santa Catarina o McDonald’s emprega hoje mais de 20 pessoas portadoras de algum tipo de deficiência. Apresentamos dois colaboradores, com histórias fantásticas, ambos desempenham sua jornada de trabalho no Restaurante da Avenida Beiramar, em Florianópolis.

 

Oliver Patrick Hak

Oliver Patrick Hak, 39 anos, filho de pai suíço e mãe carioca, morou dos 4 aos 16 anos nos Estados Unidos,  em New Jersey e Nova York, por força de trabalho de seu pai, em atividades na multinacional Johnson & Johnson. Fala três idiomas e se considera um exímio artesão, confecciona com a ajuda de um tear manual, orientado por sua mestra; a professora de tecelagem Scheyla Barcelos, tapetes, mantas, bolsas e carteiras. Também com o uso de fotografias, que ele mesmo faz os registros, imprimi com a ajuda de um fornecedor local, suas fotos em camisetas, canecas de porcelana e tecidos, como lenços e fronhas. Conta que sua deficiência deu-se ainda no hospital quando nasceu, pois contraiu uma meningite e que afetou desde então o seu desempenho intelectual.

Por conta deste oficio paralelo que trata como hobby, tem uma vida ativa de fazer inveja a qualquer mortal, já expôs seus trabalhos em stands na FenaOstra, tem participado de feiras alternativas na Lagoa da Conceição e na feira da Avenida Beiramar Norte, nos domingos a tarde, e vendido seus produtos com muito sucesso.

 

Mas suas participações públicas não se resumem a isso, casado com Irene Adelaide Motta Boing, portadora da Síndrome de Down, de 40 anos - e juntos há 16 anos, já protagonizou dois filmes. Em uma das produções protagonizou com Irene, chamado “Irene Minha Vida Normal” e, outro intitulado “Meu Olhar Diferente sobre as Coisas”, ambos filmes escritos por pessoas com Síndrome de Down e que abordam o olhar destes perante suas vidas, contando a relação com a Síndrome de Down, o amor, felicidade, cidadania, casamento, filhos e trabalho.

Oliver trabalha há 5 anos no Restaurante Drive Thru da Avenida Beiramar e já desempenhou atividades que vão da higienização do salão ao atendimento, espera uma oportunidade para ser Capacitador e Treinador, desempenha suas atividades de segunda a sexta-feira, das 13 às 17 horas.

 

Thuam Omiro de Almeida Izaguirrez Ribeiro

Thuam Ribeiro, de 28 anos é colaborador do McDonald’s há 8 anos, completados em agosto, é Atendente e desempenha com muito orgulho suas funções, sempre de segunda a sexta-feira, das 10 às 16 horas. Filho de pai aposentado e mãe do lar, tem um irmão mais novo com 21 anos, que é auxiliar administrativo em uma revenda de carros.

 

Mora em Palhoça, cidade que compõe a Grande Florianópolis com 32 kms de distância, percurso que faz sozinho em dois coletivos. Sua deficiência deve-se a uma queda no banheiro quando tinha dez anos, o acidente afetou parte do seu cérebro e desde lá apresenta uma pequena disfunção, o que não o limita em nada quando falamos de felicidade e bem viver. No Restaurante é responsável pela higienização e o atendimento das pessoas e sente muito orgulho destas atividades no dia a dia.

 

Gosta do que faz e adora quando seu tio, irmão de sua mãe, o busca pra passear de carro, quando não está trabalhando, conta com prazer que vão ao shopping e, muitas vezes, ao supermercado.

 

PCDs no McDonald’s 

Atualmente, o McDonald’s possui cerca de 20 pessoas com deficiência trabalhando nos restaurantes e sempre tem vagas abertas para contratação.  As três características que a empresa procura identificar nos seus candidatos são: a capacidade de se adaptar aos processos estabelecidos nos restaurantes; motivação e vontade de fazer parte do time; e disponibilidade para realizar as entregas necessárias. O processo de seleção ocorre por meio de abertura das vagas, de acordo com as necessidades e possibilidades de cada local de trabalho, sejam restaurantes ou escritórios.

 

 

 


  Voltar para notícias