Fone: (48) 3223-4647 Email: apoio@apoiocomunicacao.com.br

ACP reúne mais de 100 pessoas na Caminhada pela Valorização à Vida, em Florianópolis

Publicada por em 11/09/2017

Psiquiatras e comunidade vestiram roupas amarelas no Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio

Mais de 100 pessoas vestiram roupas amarelas e participaram da Caminhada pela Valorização à Vida – Setembro Amarelo, promovida pela Associação Catarinense de Psiquiatria (ACP), em parceria com a Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), na manhã do domingo, dia 10 de setembro, Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio, em Florianópolis. O amarelo, que é a cor da campanha, coloriu a Avenida Beira-Mar Norte. No trajeto forame entregues folders e psiquiatras puderam tirar dúvidas e conversar com que participava da ação.

As amigas e psicólogas Marilaine Lima e Célia Bandeira ficaram sabendo da caminhada e fizeram questão de participar. Segundo Célia, o suicídio é a última tentativa e por isso é importante falar e participar de ações como essa. Marilaine também concorda e disse que ainda existe um tabu em se falar sobre o tema.

“É algo pouco falado e nem todo mundo consegue chegar no consultório. Por isso é importante falar sobre suicídio e mostrar que a pessoa não está sozinha”, ressalta Marilaine.

Psiquiatras, profissionais da saúde e famílias participaram da ação. O cão Darci, famoso nas redes sociais, também participou da caminhada. A sua tutora, Mariana Siebert, contou que essa é foi segunda vez que eles participam da caminhada.

“Eu tive síndrome do pânico e tinha preconceito em tomar medicamento, me tratar com psiquiatra. E na época que encontrei o Darci eu trabalhava com eventos e tinha  muita vergonha. Foi aí que tive a ideia de levar ele comigo para as feiras e o foco das pessoas eram para ele e não para mim. Isso me ajudou e comecei o tratamento”, lembra Mariana que acredita ser muito importante participar de ações como essa da ACP e falar sobre o assunto.

Também estiveram na caminhada, 50 alunos da Escola de Aprendizes de Marinheiros de SC também participaram da Caminhada. Segundo o 1º Sargento Leonardo dos Santos Anacleto, que é coordenador de Educação Física, palestras sobre suicídio, drogas, saúde, entre outras são realizadas na Escola.

Para a presidente da ACP, Lilian Lucas, a caminhada deste ano na Capital reuniu um bom público e foi mais uma maneira de falar sobre o assunto que ainda é pouco falado.

“Esta foi uma das inúmeras ações que vão ser realizadas com a presença de psiquiatras associados na ACP, em pelo menos 21 cidades catarinenses ao longo do mês de setembro”, completa a presidente.

 

#SETEMBROAMARELO em Santa Catarina

Desde 2015, a ACP promove no Estado a campanha, que é realizada anualmente pela Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP) e pelo Conselho Federal de Medicina (CFM). A ação tem como objetivo principal informar corretamente a população acerca da prevenção do suicídio e pela valorização da vida.  Neste ano, em pelo menos 21 cidades catarinenses, vão ser realizadas caminhadas, simpósios e palestras para chamar a atenção da comunidade, com a participação de profissionais associados na ACP.

                Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), quase um milhão de pessoas morrem por suicídio anualmente, o equivalente a uma morte a cada 40 segundos. No Brasil, de acordo com os números do Sistema de Informações de Mortalidade - SIM do Ministério da Saúde, ocorrem, em média, 32 mortes por suicídio/dia.   

               

Acesse o site da ACP e confira a programação das ações em SC: http://www.acp.med.br/noticia/programacao-setembro-amarelo-em-sc-4bb21a4c-1f89-43f2-8b67-2ed5bcde9e5b

 

 

Crédito da fotografia: Juliano Zanotelli/Apoio Comunicação 


  Voltar para notícias